GK 18 estreia nova fase e apresenta novo projeto de atuações

Por Luara Mariana

22/03/2020

Na manhã deste domingo, 22, o GK 18 apresentou seu novo projeto de atuações para os leitores no G7 Press.
O site que foi reformado, apresentou a nova cara e trouxe uma série de reportagens contendo as notícias mais importantes do dia, a medida que os fatos merecem destaque.
É assim, que será a atuação do G7 Press daqui para frente, destacou Guilherme Kalel, Presidente do GK 18.

Além do novo Portal, o Conselho detalhou ainda como ficou sua formação e como a empresa criada deve atuar.
Bem como falou a respeito de seus projetos sociais.
Até maio, o GK deverá abrir o Instituto Melissa Elisa de Cardiologia Infantil, em São Paulo.
O local será uma clínica médica que atenderá crianças com cardiopatias congênitas com idade de 0 a 12 anos.
Para crianças que morem fora da capital paulista, ainda haverão bolsas de tratamentos.
O Instituto comprará os serviços em outros hospitais particulares, como nos grupos Unimed, São Francisco e Amil.
Os pacientes serão atendidos em cidades de sua origem, ou nas mais próximas com qualquer uma das três empresas parceiras do projeto.
Os tratamentos serão custeados com recursos, vindos do GK 18.

A empresa tem além de seu Portal G7 Press, que comercializa assinaturas, outras áreas de atuação.
GK Investe
Uma gestora de serviços financeiros que terá ampliado seu portfóleo de produtos.
GK Net
Uma empresa que comercializa serviços de internet, como hospedagem de site, planos revenda de Cpanel e serviços de Data Center
GK Digital
Que oferece serviços gráficos e de impressão / confecção de uma série de materiais.
Next Pro
Uma empresa de tecnologia que desenvolve Softwares e programas para pessoas e empresas.

Pela nova formação, 80% de tudo que se arrecadar com comercialização de serviços dentro do GK 18, é destinado aos projetos sociais.
10% é destinado para manter as empresas funcionando, enquanto os outros 5% são para investimentos e 5%, para divisão de lucros entre acionistas.
Essa divisão, acontece anualmente.
A empresa é formada pelo capital acionário de 10% de ações da Onor, 10% da Monaryes, 20% da Seringer Publicher, 20% da Novis e 40% da ONK.
Esta última, uma empresa criada por Guilherme Kalel e Nathália Valle.

Os projetos sociais atendidos, além do Instituto para as crianças com cardiopatias severas,
são o Acessibilidade em pauta, Olhar pela Educação, Somos Raros, e o projeto que atende pacientes oncológicos, com tratamentos na rede particular de saúde.